Em abril de 2012 fizemos uma viagem incrível pra Bonito/MS, uma cidade que sempre quis conhecer. É o destino nº 1 em ecoturismo no Brasil. Vou reunir aqui algumas dicas dos passeios que fizemos. Infelizmente não foram todos que a cidade oferece, e hoje em dia tem muito mais, porém foram os mais famosos. Como são muitos lugares e muitas fotos, esse post será dividido em duas partes.

Aquário Natural

O passeio consiste em fazer flutuação no Rio Baía Bonita. O local tem uma ótima infra estrutura, e o que você vê no rio é de tirar o fôlego. O valor do ingresso já te dá direito a todos os equipamentos necessários para a flutuação. A roupa de neoprene, máscara e snorkel. Primeiro fazemos treinamento nessa piscina pra verificar se tava tudo ok. Depois seguimos o início da trilha até chegar na nascente do rio. Tantos peixinhos nadando do seu ladinho, você se sente peixe! No final tem uma outra trilha, dos animais, e quando retorna a sede pode aproveitar a piscina e a jacuzzi. Tem um restaurante com uma comida deliciosa. Como fomos pela manhã pra aproveitar a água bem límpida, terminamos nosso passeio bem na hora do almoço. Se quiser aproveitar o resto do dia por lá também pode.

Gruta do Lago Azul

O cartão postal de Bonito era o lugar que eu mais deseja visitar. Na verdade minha expectativa toda da viagem se resumia somente a esse passeio. E olha que não me decepcionou em nada. Nem pelos quase 300 degraus que você tem que descer e lógico, subir tudo. Mas na gruta, a famosa frase que pra baixo todo santo ajuda não se aplica. A decida é bem mais complicada que a subida. Você não tem apoios, então é necessário muito cuidado (não tinha na época que fomos, agora já tem).

Estância Mimosa

Saímos da Gruta e fomos direto para Estância, onde almoçamos e depois de relaxar um pouco nas instalações da fazenda, fizemos uma trilha em mata fechada percorrendo 7 cachoeiras. Na volta fomos parando em cada uma delas para mergulho. Tem tipo um caminhãozinho que leva a gente até o início da trilha. Em uma parte do trajeto é preciso pegar um barquinho pra chegar até a última cachoeira. É meio desesperador, um monte de gente naquela coisa pequena e balançando horrores, mas foi de boa.

Subir